Terapeuta: atende de graça e não sabe como cobrar?

Terapeuta: atende de graça e não sabe como cobrar?

Como me tornar profissional agora que já tenho um alcance enorme de ajuda às pessoas de forma gratuita?

Bem, a resposta dessa pergunta deveria ser simples: se você não cobra nada e atende de forma gratuita, agora é só começar a cobrar. O óbvio e simples é a resposta para esta pergunta.

Entretanto, não é simples apesar de óbvio. Pois eu sei muito bem o que é chegar no final da consulta e dizer para o consultante – depois daquele trabalho incrível que você fez – quanto custa o atendimento. Sei também que quando a pessoa liga para agendar ou fala com você pessoalmente (o que tende a ser pior), suas mãos suam, você passa mal, dá até um nó no estômago em ter que dizer o valor da consulta, não é mesmo?

Agora, porque é que temos tanto problema em cobrar pelo nosso trabalho? Afinal, sempre digo que se qualquer profissional liberal pode cobrar pelo que faz, pois faz uma troca. Por que é tão difícil para o terapeuta se valorizar e trocar com as pessoas?

Sinceramente, hoje em dia, depois ser criadora do Top Terapeuta, fico chocada de ver como ainda existem resistências do próprio profissional em mostrar o seu profissionalismo. Afinal, tenho certeza que você já investiu e investe muito em treinamentos, em livros e em estudo, certo? E nada disso você ganha, pelo contrário você paga para ter acesso e se tornar um terapeuta melhor e mais qualificado.

Por isso, a primeira crença limitante que quero tirar da sua mente agora é: quando você cobra, pense sempre que não está cobrando pela energia divina ou pela técnica em si. Você cobra pelo investimento que faz nos treinamentos, na sala de atendimento, nos materiais e em tudo que usa para tornar a experiência do seu cliente, incrível. Claro que se você não investe para atender, vai se sentir meio que impostor sim e não vai ser confortável para você colocar um preço pelo seu trabalho e cobrar das pessoas.

Só que a maioria das pessoas que estão se projetando  para ser ou já são terapeutas, investem muito dinheiro e tempo para realizar este sonho. Então, porque não cobrar?

Agora respondendo pontualmente a pergunta inicial “como fazer para começar a cobrar, depois de atender gratuitamente”: estabeleça um valor e cobre sim. Um valor justo, mas cobre.

É bem provável que ao começar a cobrar, a maioria das pessoas que já estão mal acostumadas com o gratuito podem não querer mais. Só que aí vai uma lição que aprendi sobre isto que é: essas pessoas não valorizam o seu trabalho. E é sério viu? Elas só querem ganhar tudo e na maioria das vezes, não querem verdadeiramente se esforçar para mudar algo na vida delas. Porque se elas realmente estiverem engajadas e gostarem do seu trabalho, não vão achar ruim você começar a cobrar. Pelo contrário, isto se torna algo muito positivo, pois a pessoa vai parar de ficar com aquela sensação de que está em dívida com você.

No vídeo abaixo vou dar mais dicas para você não passar mal em cobrar pelo seu atendimento, ok.

 

Terapeuta Holístico: 3 passos para não passar mal em cobrar pelo atendimento.

Veja no vídeo 3 passos para não se sentir mal por cobrar pelo atendimento de Terapia Holística!

 

Terapêutica: seja um terapeuta de sucesso!

E para finalizar, quero compartilhar sobre a Maratona Ative Seu Potencial, serão 3 encontros ao vivo comigo, onde você vai aprender o segredos dos terapeutas que estão dobrando o seu número de clientes. Para ver maiores informações e garantir o seu acesso pelo preço promocional, acesse aqui!