Como ter clientes pagantes se apenas querem de graça?

Como ter clientes pagantes se apenas querem de graça?

Você sabe como ter clientes que pagam pelo seu atendimento de Terapia Holística, Integrativa? Dá aquele auxílio sem cobrar nada, mas agora quer ser terapeuta profissional e cobrar? Como transformar esses clientes em clientes pagantes?

Caso esta seja a sua dúvida, vem comigo, que hoje eu vou falar como se posicionar como um profissional e cobrar pelo seu trabalho.

Na maioria das vezes essa atitude de querer atender gratuitamente está relacionada ao medo e a insegurança. Porque se você não cobra e o atendimento não for legal, ok. Agora quando você cobra, tem mais responsabilidade no trabalho que está fazendo.

Além disso, muitos de nós tem crenças e distorções com relação a isso. Acreditamos que não podemos cobrar pelo dom que Deus nos deu, que quando estamos cobrando é como estivéssemos tirando o dinheiro das pessoas e coisas do tipo.

Só que essas crenças criam a sua realidade. E se você não vê valor no seu trabalho, as pessoas também não verão. Será um reflexo do que você pensa e sente. E isso se reflete na sua imagem, na comunicação e até no trabalho dentro do consultório, pois o cliente vai sentir esse desequilíbrio.

Por isso que não cobrar acaba sendo desfavorável para o terapeuta e para o cliente. Afinal, existem leis que regem a nossa vida e uma delas é a troca. Portanto, quando você cobra, está cobrando por todo o investimento que já fez em cursos, em livros, em estudos.

Isso sem falar do seu tempo e de todo o conhecimento que já tem para compartilhar. Quando você tem clareza do valor que o seu trabalho tem e fala isso para o cliente, aí ele entende o motivo de ter que lhe pagar pelo seu serviço.

E se qualquer profissional pode usar o seu dom, prestar um serviço e cobrar por isso, os terapeutas também podem, não é mesmo?

Agora coloque no papel uma lista das coisas que você faz nos atendimentos e que agregam valor. Como por exemplo: a conversa, o aconselhamento, a orientação, se você dá algum presente, as técnicas que aplica, as dinâmicas que faz...

Enfim, quais são os seus diferenciais? Pergunte-se e analise quais as transformações que as pessoas geralmente têm no seu no atendimento. E pontue isso para quem quer agendar uma consulta. Mas tenha isso claro para si mesmo. Assim verá que o que entrega é muito para ser feito de forma gratuita. Não é justo com você atender de graça, entende?

E aí é só definir o seu preço e começar a cobrar.

Pode acontecer de o cliente só querer o gratuito e quando você começar a cobrar, ele não querer mais a consulta e está tudo bem. Talvez ele só estivesse ali pelo fato de ser de graça mesmo, e agora que precisa pagar, ele não reconhece o seu trabalho como terapeuta e não vê valor. Deixe essa pessoa seguir, você já contribuiu com a vida dela.

Pergunte-se: você quer ser um terapeuta que só se preocupa com preço e não com a qualidade do seu serviço? Quer pagar o mais barato e não receber algo mais? Porque isso também faz você atrair o cliente que não quer pagar. Se você é o tipo de cliente que quer tudo de forma gratuita, certamente vai atrair esse perfil de consultante também. Fique atento a isso!

Uma última dica é que você pode fazer uma sessão experimental gratuita, para as pessoas conhecerem o seu trabalho. Então encante o seu cliente, faça um trabalho top e assuma o compromisso de agendar a próxima sessão paga. Ofereça e mostre como é importante elas seguirem e fazerem um tratamento com você.

Invista em você e no seu trabalho como terapeuta. Não se doe demais sem receber nada em troca. Cobre pelo seu atendimento sim, por você e pelo amor que você tem em servir e ajudar as pessoas. Vamos juntos!